Mudanças para as Famílias Viajarem mais pelo Brasil

30.3.14


Queremos Viajar Mais pelo Brasil! 

Semana passada em uma conversa em família, planajávamos nossas férias de julho ao redor da mesa de jantar. Conversa animada entre frutas picadas e comidinhas e entre um pitaco e outro íamos construindo nosso roteiro.

Quando então minha filha de 7 anos perguntou: mamãe, nós vamos viajar aqui no Brasil? Ao que respondi: provavelmente não, estamos olhando os preços e não está valendo a pena ficar por aqui.
Quando então me dei conta que nossas últimas 3 viagens haviam sido para fora do Brasil.

Motivos para isso não faltam, Além do custo x benefício, tem a questão da infra-estrutura, segurança, conforto, vivência em outras culturas, outras línguas, outras comidas. Além disso, cada vez que eu planejo férias, penso imediatamente em meios de não passar pelos aeroportos do Rio de Janeiro ou São Paulo. Tarefa difícil para quem mora em Porto Alegre.

Por conta disso tudo, abraçamos a idéia genial da blogagem coletiva, uma iniciativa do grupo de Famílias Viajantes criado por Sut-Mie Guibert do blog Viajando com Pimpolhos. Aqui vai então nossa contribuição:

1. Melhores Aeroportos 

O site americano Wall St.Cheat Sheet classificou o aeroporto internacional de Guarulhos como o pior aeroporto do mundo. As razões vão desde atrasos nas partidas e chegadas (de acordo com a Forbes, somente 41% dos vôos partem no horário e 59% chegam no horário). Soma-se a isso o valor absurdo que se paga por qualquer comida ou bebida no aeroporto, banheiros sujos, falta de segurança e pronto. Boa razão para não querer passar por lá. Então, além dos itens acima que considero básicos e prioritários, área kids friendly, banheiros para família, carrinho de bebê seriam muito bons para famílias vaijantes.

2. Melhores Estradas

Aqui nem é preciso descrever, todos conhecemos a triste realidade do nosso sistema viário. O que faz um país de dimensões continentais ainda mais difícil de conhecer, pois pensamos muitas vezes antes de embarcarmos em uma viagem de carro por aí. 

3. Mais Segurança

Nas estradas ou nas cidades, estar longe de casa já é, por si, um fator de fragilidade. Infelizmente nosso país não oferece o mínimo de certeza a qualquer cidadão ou família que viaja e se desloca seja por transporte público, taxi ou carro particular.

4. Custo Menos Abusivo

Quem sai do país sabe que o tal Custo Brasil é abusivo e irreal. Ainda assim existe e dói em nosso bolso. Aluguel de carro, diárias de hotel, alimentação, entretenimento, enfim, o que precisamos para viajar é muito caro aqui em nosso país, comparado com outros lugares.

5. Mais Opções de Transporte

No Brasil você viaja de carro ou de avião. É bem verdade que em alguns lugares existem opções de transporte fluvial, mas são bem poucas. Assim como os trens. Investimento, criatividade e bons projetos poderiam incrementar as opções e, quem sabe, baratear os custos.

6. Banheiros Públicos de Qualidade

Limpos, com suprimentos e opções de banheiros familiares. Parece tão pouco, mas é tão difícil de encontrar.

7. Menu Kids

Outra coisa tão fácil de fazer e tão rara de encontrar fora dos locais super turísticos. Não precisa nada elaborado. Arroz, feijão, carne e salada, com um pouco de criatividade vira algo do tipo: A vaca foi pro brejo; Iscas de frango, batata frita e salada vira: A fuga das galinhas. Sorvete de creme vira: A era do gelo (conforme menu de um restaurante em Gramado, RS).

8. Entretenimento em Restaurantes

Uma cópia simples de um desenho vazado e 3 gizes de cera fazem milagres para manter uma criança entretida. Tomadas perto das mesas para carregar DVD Player ou Tablets também.

9. Entretenimento em Vôos Domésticos

Comuns em vôos internacionais, os canais dos vôos domésticos não oferecem entretenimento (quando sequer existem)

10. Museus Infantis

Ou áreas voltadas ao público infantil dentro dos museus. Tours guiados voltados as crianças, lanches para crianças nos cafés, interatividade, enfim, poucos museus no país parecem preocupar-se em agradar a esse tipo de público.

Terminando o post, me dou conta que a maior parte das sugestões recaem em itens de infra-estrutura básicos. Mas é tão real e preemente que não me ocorre pensar em algo menos prioritário sem que antes se resolvam as questões básicas. E o básico beneficiará a todos, visitantes ou moradores, adultos ou crianças. A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte (Titãs).  A gente não quer só viajar. Queremos viajar com saúde, segurança e conforto!


2 comentários:

Adriana Pasello disse...

oi Cláudia,
Vou repetir aqui o que já escrevi em outros blogs: as mães são muito diferentes e muito iguais em suas necessidades. Eu também listei "banheiros" como um dos itens necessários. Fiquei constrangida em fazer isso, mas essa é a situação constrangedora que enfrentamos sempre que viajamos: a ausência de banheiros em boas condições de uso para as crianças!
Apesar de tudo, nós também #queremosviajarpeloBrasil sil sil

Patricia Tayão disse...

Oi Claudia, realmente nossos aeroportos são os piores possíveis. O Galeão me dá vergonha, essa semana desembarcamos e não tinha uma escada rolante funcionando, todos os fios do teto aparecendo, um verdadeiro horror, parece que as obras, ao invés de melhorar, está piorando a situação!